Montenegro – Kotor, uma das joias do Adriático.

Salve, caros viajantes!

Estavam com saudades de mim? Não? Okay, mas eu estava com saudades de escrever no blog, especialmente para trazer conteúdo sobre os já queridos por todos, Leste Europeu, os Bálcãs e toda aquela região!

No começo do ano, como havia escrito na página do blog no Facebook, estive viajando. Fiz um curso de bósnio/sérvio/croata (esperando pela criação de um nome mais simples e, ainda assim, politicamente correto para essa língua) em Sarajevo e aproveitei para finalmente conhecer Munique (depois de passar trocentas vezes la só para fazer escala) e revisitar Praga depois de quase 10 anos.

Agora que consegui organizar as pendências, retomo para continuar escrevendo sobre Montenegro, mas num tom mais positivo do que o anterior, quando escrevi sobre sua capital, Podgorica. Agora é hora de falar de uma das mais belas joias do Adriático, a pequena e linda Kotor.

Kotor, uma cidade que se acredita ter sido fundada por romanos, fica na região de mesmo nome e, tanto a região quanto a cidade e suas muralhas – construídas no período de dominação veneziana – são reconhecidos como “Região Natural, Cultural e História de Kotor” pela UNESCO.

Visitei a cidade no outono de 2011 em um day tour partindo de Podgorica. A viagem de ônibus dura pouco mais de duas horas e a vista, quando chegamos perto do litoral, ainda nas montanhas, é incrível!

DSC01857

Chegando na estação de ônibus, pega-se a rua que segue o mar da baía de Kotor pela direita, até avistar as suas muralhas e o Portão Marítimo, principal entrada para o centro histórico da cidade. Sobre ele está escrito “O que pertence aos outros nós não queremos, daquilo que é nosso nunca abriremos mão”.

DSC01864

DSC01866

A partir dali, visitam-se os pontos mais importantes da cidade, tais como a torre do relógio;

DSC01868

A Catedral Católica de Sveti Tripun, com mais de 1200 anos e que conta com um museu;

DSC01879

DSC01907

DSC01891

A igreja Ortodoxa de São Lucas;

DSC01926

DSC01929

E a Igreja Ortodoxa Sérvia de São Nicolau, a maior do centro histórico;

DSC01924

DSC01963

Meu conselho é perder-se pela cidade.

DSC01874

DSC01917

DSC01921

Todavia, nunca deixem de olhar pra cima, na direção das montanhas! Lá está a fortaleza de São Giovanni. Infelizmente, as condições meteorológicas não me permitiram visita-la. Não deve ser legal a experiência de, uma vez lá, escorregar e descer rolando para a morte, embora acredite ser poético morrer nas montanhas negras de Montenegro…

DSC01961

Kotor é uma ótima alternativa às já lotadas e populares cidades litorâneas da costa croata. Soube que, em 2012, o número de visitantes mal chegou a 100.000 (boa parte deve vir em navios como esse, que parece ser maior do que a própria cidade, de menos de 20.000 habitantes).

Embora a moeda local seja o Euro, os preços são bem baixos e a possibilidade de visitar uma cidade histórica e tão bela com calma e sem se acotovelar com turistas, não tem preço!

DSC01952

DSC01966

Antes de partir, apresento-lhes aquele que acredito ser o cantor mais famoso de Montenegro na atualidade, Rambo Amadeus, com uma de suas canções mais peculiares. Só peço que ouçam até o final e que prestem atenção na letra cheia de humor!

Muito obrigado pela visita, viajantes!

Espero que tenham gostado e até a próxima!

Anúncios

6 pensamentos sobre “Montenegro – Kotor, uma das joias do Adriático.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s