Schloss Neuschwanstein – O castelo que inspirou Walt Disney

(Quer ver as fotos deste post em tamanho original? Clique em cada uma!)

O Castelo Neuschwanstein é o mais visitado na Alemanha e na Europa. Fica entre as cidades de Schwangau e Füssen, na região da Baviera, e é um dos principais pontos turísticos da Rota Romântica (rota que começa em Würzburg e termina em Füssen, passando por Rothenburg ob der Tauber, cidade que visitei em agosto passado).

A construção data do século XIX e foi idealizada pelo Rei da Baviera, Ludwig II, inspirado na ópera Lohengrin, de seu amigo Richard Wagner. Lohengrin, filho de Parsifal, é um dos cavaleiros da Távola Redonda e sua personagem é uma versão da lenda do Cavaleiro do Cisne. Aliado ao fato do cisne já ser símbolo dos cavaleiros de Schwangau, o castelo, inicialmente nomeado “Novo Castelo Hohenschwangau”, passou a se chamar Neuschwanstein somente após a morte do Rei.

Antes mesmo do fim da construção (em 1886), Ludwig II foi declarado insano e determinado seu aprisionamento no castelo. Mas, no dia seguinte, o Rei e o psiquiatra que o diagnosticou foram encontrados mortos no Lago Starnberg. E devido a essa suposta insanidade do Rei, o castelo também é conhecido como “Castelo do Rei Louco”.

Mais sobre a história do castelo e de Ludwig II pode ser lido no site oficial de Neuschwanstein.

Já famoso, Neuschwanstein serviu de inspiração a Walt Disney no projeto do Castelo da Bela Adormecida, na Disneyland (o parque localizado na California). As fotos mostram a semelhança:

 
Fotos: http://picost.me/1485793/
             https://disneyland.disney.go.com/destinations/disneyland/

Eu visitei Neuschwanstein em outubro de 2011, enquanto estava em Munique. A distância de Munique até o castelo é de aproximadamente 130km. É possível chegar até lá de ônibus (a maioria dos hotéis tem informações sobre excursões) ou com transporte público (há informações no site oficial). Mas na Alemanha o divertido mesmo é ir de carro… além das estradas sem limite de velocidade, o caminho para o castelo é cenário de filme (principalmente no outono).

As visitas ao castelo são sempre guiadas (há opção de reservar audioguide em português) e os bilhetes são reservados antecipadamente neste site: http://www.hohenschwangau.de/856.0.html. Basta chegar com antecedência, pagar e retirar o ingresso. A subida ao castelo é feita de ônibus, charrete (custa o triplo do ônibus) ou a pé.

Enquanto espera pelo horário marcado no seu ingresso, aproveite para fotografar.

  

Não é possível fotografar o interior do castelo. Mas vá até a Marienbrüke (a uns 15 minutos a pé do castelo) pra ter a vista mais clichê e, na minha opinião, a mais bonita de Neuschwanstein (reproduzida na foto que abre este post). O caminho até a ponte também tem vistas incríveis:

  

E esta é a Marienbrücke. Esqueça o medo de altura e aprecie a vista.


(queda d’água abaixo da Marienbrücke… que medo da câmera voar das mãos…)

Além de Neuschwanstein, é possível visitar o castelo Hohenschwangau, residência de infância de Ludwig II.

Neuschwanstein é visitado todos os anos por 1 milhão e 400 mil turistas. Vale fazer parte dessa estatística.

Até a próxima viagem!

Atualização de 22.02.2014: Assisti hoje ao filme Caçadores de Obras-Primas (The Monuments Men), dirigido e estrelado por George Clooney. O filme conta a história de um grupo de voluntários especialistas em artes que, quase no fim da Segunda Guerra, foi responsável por recuperar milhões de obras de arte roubadas pelos nazistas após saques em museus e coleções particulares (Hitler era apreciador de arte e queria construir um museu em sua cidade natal, Linz, na Áustria, com toda essa arte, de propriedade alheia). E muito do que foi roubado em Paris (estima-se 21.000 peças) foi escondido em Neuschwanstein. A descoberta dessas obras no Castelo é retratada no filme. Durante a guerra, muitas obras foram deliberadamente destruídas e outras permanecem desaparecidas.

Para saber mais: Neuschwanstein: o castelo de contos de fadas e seu sombrio passado nazista (matéria da Deutsche Welle)

(Quer saber como preparo meus roteiros de viagem? Clique aqui!)

Anúncios

5 pensamentos sobre “Schloss Neuschwanstein – O castelo que inspirou Walt Disney

  1. Pingback: Rothenburg ob der Tauber: a romântica cidade de Pinóquio | Viaje por Dois

      • Que lugar bonito, como são diferentes as plantas e o terreno.
        Esta ponte então……deve ser ainda mais bonita ao-vivo.
        .
        Estas estradas sem limite de velocidade, são só na Alemanha, ou existem em países vizinhos também ?

        Curtir

      • Rafael, se tiver oportunidade, visite esse castelo. Essa região é linda.

        E as estradas sem limite de velocidade são só na Alemanha. Mas, quando chove, neva, se tem muito trânsito, há limite. Eles monitoram as estradas e assim que a condição de clima ou de trânsito muda, os painéis passam a mostrar o limite.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s